O que são espasmos musculares? | Buscopan
Dicas

O que são espasmos musculares?

Imagem do post O que são espasmos musculares?
&quotVegetais"

Como acontecem os espasmos musculares?

Biologicamente, o corpo humano é formado por mais de 600 músculos esqueléticos compostos por fibras constituídas de proteínas contráteis chamadas de miosina e actina. Os espaços musculares involuntários acontecem justamente quando essas fibras sofrem um tipo de encurtamento, inflamando órgãos como braços, pernas, olhos, entre outros.2

Os espasmos musculares podem surgir a partir de um tipo de condição neurológica o qual denominamos de distonia, ou seja, um tipo de processo mental que estimula o aparecimento dos movimentos repetitivos ou posturas anormais.3

Existem duas classificações de espasmos: os contínuos, que resultam em posturas fixas e que, por sua vez, passam muitas vezes despercebidos por quem assiste, e os intermitentes, os quais são predominantemente contrações repetitivas e rítmicas.3

&quotVegetais"

Cãibra: o doloroso tipo de espasmo muscular

Quando se fala em cãibra, o ser humano associa imediatamente a dor muscular, já que a ligação acontece porque a cãibra é um tipo de espasmo de origem nervosa que endurece os músculos. Geralmente ela surge após a prática de atividade física, afetando a região da batata da perna, a posterior da coxa e a barriga. 2

Entende-se que a cãibra se manifesta devido ao suor liberado durante o esporte, como nesse momento perde-se uma quantidade considerável de água no organismo, o desequilíbrio nos fluidos corporais interferem no mecanismo contrátil dos músculos. Exemplificando, alguém que perde uma quantidade significativa de 1500ml de líquido pelo suor durante a realização de uma prática esportiva pode começar a sentir cãibras musculares. Caso o dano chegue ao dobro, as cãibras se tornam ainda mais graves. 2

A partir dessa tese, é importante destacar que a desidratação propicia as cãibras musculares, porém, entenda que ela não está ligada efetivamente à falta de atividade física, mas da pouca água no organismo. Isso também se reflete em pessoas sedentárias que, embora não tenham o costume de suar por não realizar algum tipo de atividade física, elas podem consumir bebidas alcoólicas. Por si, o álcool não tem o poder de reabsorver a água durante as etapas da função renal, causando a desidratação. 2

&quotVegetais"

Atitudes para diminuir os espasmos musculares

Como vimos anteriormente, a falta de água e o sedentarismo estão relacionados aos espasmos musculares, porém o estresse do dia a dia também contribui para o aparecimento dos sintomas. Por essa razão, para romper a possibilidade de contrações, é indicado aliviar a tensão dos músculos com sessões frequentes de repouso e relaxamento. Saiba que durante uma boa noite de sono os movimentos distônicos desaparecem por completo. 3

Outra sugestão é a indução de &ldquotruques sensitivos&rdquo, isto é, estímulos táteis provocados pela própria pessoa em pontos específicos do órgão que podem diminuir a contração muscular. 3Por último, não deixe de consultar um médico caso sinta a regularidade dos espasmos, pois eles indicarão o método correto para a recuperação.