Dor na Barriga

Distúrbios intestinais: 3 exemplos, causas e tratamentos

Imagem dio post distúrbios intestinais

Síndrome do intestino irritável, doença de Crohn, retocolite ulcerativa são alguns exemplos de distúrbios intestinais comuns e bastante incômodos.

Os sintomas — cólicas, distensão abdominal, inchaço, ruídos intestinais e outros — são variados e isso atrasa muitas vezes a busca por um diagnóstico que explique os desconfortos.

Porém, o fator-chave está na frequência e persistência dos sinais. Ter consciência corporal ajuda a reparar em como o corpo reage, nas mudanças que ele apresenta e, assim, identificar o que está anormal.

Os problemas no intestino não alteram apenas fisicamente o corpo, eles influenciam a qualidade de vida, o desempenho no trabalho e até o humor.

Neste artigo, listamos os principais distúrbios intestinais, as causas e os sintomas que os caracterizam. Além disso, falamos da importância do tratamento correto e formas de aliviar os sintomas com segurança.

Boa leitura!

O que é um distúrbio intestinal?

Um distúrbio intestinal é todo problema que afeta os intestinos delgado e grosso, impedindo o organismo de digerir os alimentos, absorver corretamente os nutrientes e eliminar os resíduos do processo. Além das funções específicas do órgão, uma doença no intestino pode causar sinais em outras partes do corpo, como anemia e dor nas articulações1.

Os problemas no intestino podem indicar a presença de uma doença que demande tratamento contínuo. Porém, não é incomum que situações, como estresse e ansiedade, alterem temporariamente as funções intestinais.

A relação entre mudanças nas atividades digestivas e ansiedade acontece devido à quantidade de terminações nervosas que existem no intestino, que é considerado o segundo cérebro do corpo humano2.

Com isso, a troca de mensagens intestinais e cerebrais é constante. Quando uma pessoa está estressada ou ansiosa, o cérebro libera um hormônio (CRH) que causa espasmos, diarreia e dores2.

Quais sintomas podem indicar problemas no intestino?

Os sintomas gerais que podem indicar problemas no intestino são:

  • dor abdominal ou desconforto3,
  • hábito intestinal alterado3;
  • distensão abdominal3;
  • borborigmos (são os barulhos produzidos pela contracção dos músculos gástricos e intestinais)3.

É importante destacar que os distúrbios intestinais podem gerar outros sinais, mas os citados acima ajudam a chamar a atenção para um possível problema na região. A partir deles, o médico Coloproctologista entra em ação.

Quais são os três distúrbios intestinais mais frequentes?

Listamos abaixo os três principais distúrbios intestinais, causas e principais sintomas que caracterizam cada uma das doenças. Confira!

1. Síndrome do intestino irritável

 A síndrome do intestino irritável (SII) é um distúrbio funcional crônico que altera a mobilidade intestinal, a sensibilidade dos nervos ou a maneira como o cérebro controla essas atividades4.

Os sintomas característicos são dor na região inferior do abdômen, distensão abdominal, gases e constipação ou diarreia4. Quando esses sinais duram por até três dias e acontecem por três meses seguidos, é preciso investigar5.

A causa da SII não é conhecida e a avaliação médica é baseada nos sintomas que o paciente apresenta. O tratamento é voltado para aliviar os sinais com medicamentos antiespasmódicos e antidepressivos5.

Um dado interessante da The Anxiety and Depression Association of America é que 50% a 90% das pessoas com SII também são diagnosticadas com ansiedade ou depressão, o que faz com que o intestino seja “perturbado” facilmente por certos alimentos ou pelo estresse2.

2. Doença de Crohn

A Doença de Crohn é uma das doenças inflamatórias intestinais (DII), um grupo que atinge 5 milhões de pessoas no mundo. Segundo a Sociedade Brasileira de Coloproctologia (SBCP), o número de casos está aumentando no Brasil6.

Esse distúrbio intestinal é caracterizado por uma inflamação crônica na região inferior do intestino delgado ou no intestino grosso ou em ambas. A causa do distúrbio de Crohn também é desconhecida7.

Os principais sintomas são diarreia crônica (com sangue ou não), cólica abdominal, febre, perda de apetite e de peso. O diagnóstico é feito pelo exame de colonoscopia7.

Como não há cura, o tratamento foca no alívio dos sintomas e na redução da inflamação por meio de medicamentos e mudanças na alimentação, conforme os sintomas do paciente7.

3. Retocolite ulcerativa

A retocolite ulcerativa é outra doença inflamatória intestinal (DII). Nesse caso, a inflamação atinge a camada superficial (mucosa) do intestino grosso (cólon e reto) e, assim como os outros distúrbios intestinais, não tem uma causa definida8.

Os pacientes apresentam diarreia crônica com sangue, anemia e dor abdominal. A colonoscopia é utilizada para a confirmação do diagnóstico e para a prevenção de câncer colorretal em pessoas com a doença8.

O tratamento da retocolite é contínuo e por toda a vida. Os medicamentos atuam principalmente no controle da inflamação para melhorar a qualidade de vida dos pacientes8.

4. Intolerância alimentar [EXTRA]

O termo intolerância alimentar é usado para definir o quadro em que uma pessoa não tolera o consumo de determinados alimentos por causa de dificuldades do organismo na digestão9.

Entre os distúrbios intestinais desse tipo, a intolerância à lactose é um dos mais frequentes e acontece quando o indivíduo não consegue digerir a lactose9.

O problema está no intestino grosso, que não produz quantidade de enzima lactase suficiente para quebrar a proteína do leite9. Os sintomas da intolerância são:

  • inchaço abdominal9;
  • cólica9;
  • diarreia líquida9;
  • gases9;
  • enjoo9;
  • roncos na região do abdômen9;
  • vontade de evacuar entre 30 minutos até 2 horas depois de consumir laticínios9.

A confirmação é feita com a suspensão de leite e derivados da dieta e a reintrodução depois para verificar se os sintomas somem e reaparecem. Se confirmado, os laticínios são retirados definitivamente e o médico pode receitar comprimidos de lactase para quando o consumo acontecer.

Leia também: Como fazer uma reeducação alimentar? 5 passos para começar.

Como tratar sintomas de distúrbio intestinal?

Como a maioria dos distúrbios intestinais causa dor ou desconforto animal, além de ruídos, cólicas, distensão ou inchaço na barriga, os médicos incluem antiespasmódicos no protocolo de tratamento principal para aliviar esses sintomas5.

Como o nome indica, este tipo de medicamento diminui os espasmos da musculatura intestinal, proporcionando um relaxamento que alivia a sensação de dor10.

Buscopan faz parte da categoria antiespasmódicos e possui quatro versões que ajudam a   aliviar rapida e prolongadamente cada intensidade de dor — leve, moderada e intensa11.

Dessa forma, os pacientes com problemas no intestino obtêm o conforto desejado, especialmente em momentos de crise. Para isso, siga a prescrição definida pelo médico para uso seguro do medicamento.

Seja qual for sua dor na barriga, vai de Buscopan!

1. Brasil C. O que saber sobre distúrbios intestinais [Internet]. Seu Amigo Farmacêutico. [cited 2023 Mar 31]. Disponível em: https://www.seuamigofarmaceutico.com.br/artigos-e-variedades/o-que-saber-sobre-disturbios-intestinais/318. Acesso em março de 2023.2. Anxiety May Be Affecting Your Gut Health—and Vice Versa. Here’s Why. [Internet]. Greatist. 2018 [cited 2023 Mar 31]. Disponível em: https://greatist.com/live/gut-health-and-anxiety-connection#1. Acesso em março de 2023.3. Spiller R, Thompson W. TRANSTORNOS INTESTINAIS [Internet]. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ag/a/LhMSwYJJzhxfptPMdRz5fqB/?format=pdf&lang=pt. Acesso em março de 2023.4. Moleski SM. Síndrome do intestino irritável (SII) [Internet]. Manual MSD Versão Saúde para a Família. Manuais MSD; 2020. Disponível em: https://www.msdmanuals.com/pt-br/casa/dist%C3%BArbios-digestivos/s%C3%ADndrome-do-intestino-irrit%C3%A1vel-sii/s%C3%ADndrome-do-intestino-irrit%C3%A1vel-sii. Acesso em março de 2023.5. Passos M do CF. Síndrome do intestino irritável - diagnóstico e tratamento. GED gastroenterol endosc dig [Internet]. 2012 [cited 2023 Mar 31];71–4. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/lil-698377. Acesso em março de 2023.6. SBCP. Maio roxo: trabalhos científicos demonstram tendência no aumento do número de casos de doenças inflamatórias intestinais no Brasil [Internet]. SBCP. 2021. Disponível em: https://sbcp.org.br/noticias/maio-roxo-trabalhos-cientificos-demonstram-tendencia-no-aumento-do-numero-de-casos-de-doencas-inflamatorias-intestinais-no-brasil/. Acesso em março de 2023.7. Walfish AE, Antonio R. Doença de Crohn [Internet]. Manual MSD Versão Saúde para a Família. Manuais MSD; 2020. Disponível em: https://www.msdmanuals.com/pt-br/casa/dist%C3%BArbios-digestivos/doen%C3%A7as-intestinais-inflamat%C3%B3rias-dii/doen%C3%A7a-de-crohn. Acesso em março de 2023.8. Folhetos Informativos em Coloproctologia -SBCP RETOCOLITE ULCERATIVA RETOCOLITE ULCERATIVA [Internet]. Disponível em: https://sbcp.org.br/pdfs/publico/retocoliteUlcerativa.pdf. Acesso em março de 2023.9. The. Fatos rápidos: Intolerância à lactose - Manual MSD Versão Saúde para a Família [Internet]. Manual MSD Versão Saúde para a Família. Manuais MSD; 2022 [cited 2023 Mar 31]. Disponível em: https://www.msdmanuals.com/pt-br/casa/fatos-r%C3%A1pidos-dist%C3%BArbios-digestivos/m%C3%A1-absor%C3%A7%C3%A3o/intoler%C3%A2ncia-%C3%A0-lactose?query=Intoler%C3%A2ncia%20alimentar. Acesso em março de 2023.10. Guía latinoamericana de dispepsia funcional [Internet]. Disponível em: https://www.actagastro.org/numeros-anteriores/2014/Vol-44-S2/Vol44S2-PDF15.pdf. Acesso em março de 2023.11. Bula Buscopan® | Buscopan [Internet]. Disponível em: https://www.buscopan.com.br/produtos/buscopan. Acesso em março de 2023.