Quem tem gastrite pode tomar leite? | Buscopan
Dicas

Quem tem gastrite pode tomar leite?

Imagem do post Quem tem gastrite pode tomar leite?
&quotVegetais"

Por que o leite faz mal para gastrite?

Desde a infância, estamos acostumados a ouvir que o leite é o alimento mais recomendado para a formação e a manutenção da estrutura óssea.2 No entanto, a bebida traz malefícios para quem busca se tratar da gastrite. 3

No início do século 20, especialistas realizaram dietas à base de leite e creme de leite, combinadas com antiácidos para tratar a úlcera gastrointestinal. Por exemplo a úlcera péptica, um dos tipos com prevalência entre os 30 e 60 anos, é caracterizada como uma das mais preocupantes devido a sua agressividade na mucosa gástrica.4

O objetivo era de que no século passado o leite alcalinizaria as úlceras gástricas e aliviasse as dores. Atualmente, o leite não é indicado por causa do efeito de tamponamento (resistência às alterações de pH no organismo) e rebote na secreção do ácido gástrico.3,4

Em outras palavras, as proteínas e o cálcio do leite estimulam a secreção de ácido clorídrico no estômago, o que piora os sintomas. Mas o leite não deve ser abolido da alimentação de quem sofre de gastrite. Nutricionistas indicam que o leite puro não deve ser ingerido, mas derivados pode fazer parte da dieta, sem excessos e em quantidade moderada.4

&quotVegetais"

Outros alimentos que devem ser evitados

Além do leite, na lista dos alimentos prejudiciais que aumentam a secreção gástrica e o desconforto abdominal, destacam-se os compostos nitrogenados, substâncias corrosivas, bebidas alcoólicas, alimentos quentes e gordurosos, refrigerantes à base de cola, e condimentos e frutas ácidas, por exemplo, o abacaxi e o limão.1

&quotVegetais"

Como aliviar a gastrite?

Os chás medicinais são altamente recomendados para contornar as dores estomacais. A camomila, usada na medicina caseira também em casos de diarreias e náuseas, possui componentes suavizantes que age como sudorífico e emoliente. Normalmente, usa-se a planta como infusão ou o pó das sementes esmiuçadas.5

Une-se à suavização gastrointestinal a alimentação rica em verduras e frutas, principalmente as cruas porque auxilia na diminuição da lesão gástrica. Carne branca e magra, geleias e mel também são nutritivos. Já aos apaixonados por pão, recomenda-se comer sem miolo. Por fim, a mastigação deve ser lenta para o melhor processamento dos alimentos, além de implementar na rotina refeições o intervalo a cada 3 horas para controlar os sintomas da gastrite.1

Mas em caso de dúvida, entre em contato imediatamente com o gastroenterologista para indicar os melhores alimentos de acordo com o seu paladar e o processamento no seu organismo. Cuide-se!