Dicas

4 dicas para evitar ou aliviar a dor abdominal

Imagem dio post 4 dicas para evitar ou aliviar a dor abdominal

As dores abdominais, muito comuns em toda a população, não costumam representar nenhum problema grave. Mas, quando surgem rapidamente e de forma intensa, podem ser um sinal de que algo não esteja bem dentro do organismo ².

Por terem diversas causas, essas dores afetam pessoas de todas as idades, desde bebês que sentem cólicas nos primeiros meses de vida até adultos, que manifestam patologias ou alterações no trato gastrointestinal ².

Entenda melhor o que é dor abdominal e seus principais motivos e sintomas. No final, separamos quatro dicas de ouro para você evitar ou aliviar desconfortos na barriga e no intestino!

O que é dor abdominal?

A dor abdominal, conhecida popularmente como dor na barriga, é um desconforto sentido na região de todo o abdômen, abrangendo uma área que inclui órgãos como estômago, intestino, fígado, vesícula, bexiga e ainda útero e ovários em mulheres ¹.

Elas podem representar apenas gases, azia ou má digestão. Mas, em outros casos, podem indicar algum distúrbio no sistema digestivo ¹.

Tipos de dores abdominais

As dores abdominais são classificadas em quatro tipos, de acordo com a região afetada ²:

  • dor visceral: dores nas vísceras (órgãos e suas estruturas), que ficam dentro do abdômen. Ela pode ser superior, intermediária ou inferior, mudando de acordo com a localização da área afetada;
  • dor somática: quando os nervos das vísceras se manifestam devido a irritações, infecções ou inflamações. Ela geralmente é aguda e de fácil diagnóstico;
  • dor referida: quando a dor é causada por algum distúrbio no trato gastrointestinal, mas é sentida em outras partes do corpo, como escápulas e ombros;
  • peritonite: é uma inflamação em algum órgão localizado em uma cavidade perto do estômago, que normalmente vem acompanhada por dor abdominal intensa, como apendicite e diverticulite.

Sintomas da dor abdominal

Os sintomas das dores no abdômen envolvem cólicas intermitentes, desconforto contínuo, náuseas, vômitos, febre, diarréia ou incômodos mais intensos e prolongados ¹.

Dependendo do motivo, os sintomas podem aparecer após refeições, praticar determinados movimentos ou atividades físicas, ficar em má postura durante muito tempo ou carregar peso em excesso ¹.

O que causa dor abdominal?

Para descobrir o que causa dor abdominal é necessário investigar diversos motivos de acordo com a região dolorida e a intensidade e a duração do desconforto ¹.

Nos casos mais simples, ela é causada por má digestão ou acúmulo excessivo de gases no estômago e/ou intestino ¹. Mas, quando o incômodo é repentino e intenso, pode significar infecção, inflamação, úlcera, espasmos musculares, bloqueio do fluxo sanguíneo de órgãos etc ².

Veja alguns exemplos da localização da dor abdominal e suas possíveis causas ¹:

  • dor superior do lado esquerdo: gastrite, úlcera e gases;
  • dor superior central: refluxo, má digestão, gastrite, úlcera e inflamação na vesícula;
  • dor superior no lado direto: problema na vesícula ou no fígado;
  • lado esquerdo do abdômen: gastrite, distúrbios no intestino, gases e alterações no ovário esquerdo;
  • lado direito do abdômen: gases, inflamação intestinal ou na vesícula, problema no ovário direito e doença de Crohn;
  • no umbigo: úlcera, gastroenterite, apendicite, hérnia umbilical ou pancreatite;
  • parte inferior esquerda: distúrbios intestinais, gases, hérnia inguinal e problemas no ovário esquerdo;
  • parte inferior direita: gases, apendicite, doença de Crohn, inflamação intestinal ou transtornos no ovário direito;
  • região pélvica: Síndrome do Intestino Irritável, inflamações no intestino, na bexiga ou na próstata, infecção urinária, endometriose, mioma ou gravidez ectópica (fora do útero).

Leia também: Conheça as principais causas e o que fazer para acabar com a dor na barriga abaixo do umbigo

O que é bom para a dor abdominal?

1. Cuidar da alimentação

A forma como você se alimenta também pode causar dores abdominais e outros distúrbios da motilidade intestinal.

Exagerar em alguns alimentos e substâncias, ou, do contrário, não ingerir certos nutrientes, têm o poder de fazer as dores abdominais aparecerem ¹.

Tente reduzir o consumo de café, alimentos muito gordurosos, cigarro e álcool. Inclua mais água na dieta ¹!

 

 

 

2. Relaxar

Sabia que o estresse e a ansiedade podem gerar desconforto abdominal ³?

Eles podem aumentar a movimentação dos músculos dos órgãos da região abdominal, causando espasmos e sensação de dor ³.

Por isso, pratique atividades relaxantes e que tragam bem-estar, como a dança, meditação, massagem e respiração profunda ³.

Além disso, invista em boas noites de sono, tenha hobbies, planeje seu tempo e converse com amigos e familiares  ³.

Aprenda mais: 4 dicas para cuidar da sua saúde mental

 

3.   Praticar yoga

O yoga tem grande potencial para evitar dores abdominais ³:

  • diminui as contrações musculares dos órgãos do abdômen ⁴;
  • massageia os órgãos internos, relaxando-os e estimulando o seu funcionamento equilibrado ⁴.

 

 

 

 

 

 

4. Realizar atividades físicas

 

Os exercícios físicos estimulam a produção e a liberação de vários hormônios no organismo. Um deles é a serotonina ⁵.

Ela tem o potencial de diminuir as dores abdominais e prevenir o seu surgimento. Então, pratique atividades físicas que estimulem a liberação do neurotransmissor ⁵.

Lembramos da importância de consultar um médico especialista ao sentir qualquer desconforto mais intenso na região do abdômen. Como as causas são variadas, é necessário receber um diagnóstico para determinar o tratamento mais adequado.

 

 

FAQ

Onde se localiza a dor abdominal?

A dor abdominal abrange desconfortos sentidos na área localizada em toda a cavidade da barriga, englobando órgãos como estômago, intestino, fígado, pâncreas, vesícula e bexiga. Em mulheres, o útero e os ovários também. Por isso, ela pode afetar a parte superior, intermediária e inferior da barriga ¹.

Quando a dor abdominal é preocupante?

A dor abdominal é preocupante quando ela surge de forma rápida e intensa. Por conter muitos órgãos e estruturas vitais, a dor na região do abdômen pode representar problemas cirúrgicos ou não-cirúrgicos, mas que precisam receber tratamento ágil e adequado. Alguns exemplos são: apendicite, pancreatite, hérnias, infecção urinária, endometriose e muito mais ¹.

Remédio para dor abdominal: qual tomar?

O Buscopan® Composto é recomendado para aliviar os sintomas de dores abdominais mais intensas, acompanhadas por cólicas e espasmos na barriga ⁶.

A sua ação antiespasmódica é potencializada pela associação do Butilbrometo de Escopolamina (10mg) com a Dipirona (250mg) ⁶.

O Buscopan® é um remédio indicado para dor abdominal porque ele age sobre os músculos do intestino, acalmando desconfortos e contrações indesejadas ⁶. Conheça mais sobre ele e tire todas as suas dúvidas!